Sagui-da-Serra

Callithrix flaviceps

Informações:

Dieta: Os saguis-da-serra também são insetívoros-frugívoros-gomívoros, se alimentam de  frutas, pequenas presas animais, exsudato de plantas, fungos e sementes. 

Peso: Em média, 400 g

Tamanho: Comprimento cabeça-corpo: 222-248 mm

Comprimento cauda: 298-350 mm

Longevidade: O sagui-da-serra vive, em média, de 5 a 7 anos em cativeiro, com máximo de 16 a 17 anos de vida. A longevidade na natureza ainda não é conhecida. 

Habitat

O sagui-da-serra está em uma pequena área no sudeste brasileiro, com distribuição geográfica desde a porção leste (lado direito) do médio rio Doce, em Minas Gerais, seguindo até as regiões montanhosas ao sul do rio Doce, já no Espírito Santo, descendo até a porção norte do Rio de Janeiro e seguindo, a oeste, até a bacia do rio Manhuaçu. Nessa região, seus limites de distribuição se intercalam com os limites de Callithrix aurita (sagui-da-serra-escuro), onde ocorre uma ampla faixa de hibridação natural em Minas Gerais, perto de Carangola. Sua distribuição geográfica se particulariza por ser significativamente restrita, sendo assim uma das menores entre os primatas sul-americanos. 

Aparência

Ele possui tufos que saem das orelhas branco-amarelados, uma faixa de pelos curtos e eriçados na cabeça e sua coloração geral é cinza-acastanhado-claro, com o dorso apresentando um padrão estriado

Reprodução

Os saguis-da-serra vivem em grupos de 5 a 20 indivíduos e, dentro deles, podem ocorrer até 4 fêmeas reprodutivas ao mesmo tempo.

Curiosidades

  • A união reprodutiva dos saguis-da-serra é poligâmica, ou seja, uma fêmea pode copular com vários machos (poliandria) ou um macho pode copular com várias fêmeas (poliginia).
  • A grande cauda dos saguis-da-serra ajuda no equilíbrio enquanto eles se movimentam rapidamente entre galhos e cipós.
  • O nome “sagui-da-serra” é justamente por eles gostarem de viver em ambientes acima de 800 metros. No entanto, eles podem ser encontrados em altitudes mais baixas também.
  • Assim como os humanos, os saguis também podem ser dicromatas (daltônicos) ou tricromatas (quando eles têm a percepção normal das cores).
  • Os saguis-da-serra fazem parte da família dos calitriquídeos, uma família presente nas Américas e que possui garras ao invés de unhas. Essa característica se deve ao seu estilo de vida insetívoro, afinal, as garras ajudam na captura de insetos.

Contato

ccss@ufv.br